[Review] Capítulo 352 – A Causa

Schierke e Farnese se dirigem até o último fragmento de memória de Caska, mas uma medonha sombra alada se insurge contra elas.

 

 

Oi pessoal! Estamos de volta com um novo capítulo de Berserk. Depois de um longo e sofrido hiato, eis que Berserk retorna! O traço de Miura, como sempre, está genial e ousado, e a sua criatividade fantástica se superou mais essa vez. A Saga do Espadachim Negro dá continuidade à longa e árdua jornada para curar a alma de Caska. A trama parece se aproximar cada vez mais do seu fim, pois Schierke e Farnese se defrontam com o que parece ser o último fragmento de memória de Caska. Essa parte do Arco de Elfhelm se encaminha para seu clímax e todos estão curiosos para saber a real causa da insanidade de Caska. Vamos ao review.

O capítulo passado terminou com Schierke e Farnese encontrando o último fragmento de memória de Caska. Então, elas só precisavam chegar até ele e liberá-lo. Simples assim! Pois é, se fosse fácil assim, então não seria Berserk. Como se trata do último fragmento, e como ele deve estar associado aos eventos macabros do sacrifício demoníaco, então era de se esperar que seria dificílimo recuperá-lo. E foi isso mesmo que aconteceu: as coisas se tornaram mais complicadas e sinistras.

Antes que Sckierke e Farnese pudessem retomar o fôlego depois da sofrida e perigosa caminhada até ali, um imenso e estranho empecilho se pôs entre elas. Uma gigantesca e escura forma alada se despencou do céu negro em direção a elas em um voo rasante e ficou a espreitá-las. Pela percepção mística de Schierke, deu para perceber que aquela coisa sinistra parece ser a criatura mais poderosa e ameaçadora daquele Mundo de Sonhos. Era de se esperar que essa coisa fosse tudo isso, pois se trata do Guardião do Último Fragmento da alma de Caska. Vale destacar aqui que o primeiro a perceber esta presença sinistra foi o cão-guts, que uivou e latiu furiosamente para o alto, alertando Schierke e Farnese do perigo iminente.

Essa imensa e escura Coisa Alada tem a forma de um pássaro, pois apresenta um corpo com as características comuns de uma ave, isto é, assas, bico e garras. Pela maneira das investidas dessa coisa alada contra Shierke, Farnese e companhia, podemos dizer que se trata de uma ave de rapina, tal como uma águia, um gavião ou um falcão. Assim, poderíamos perguntar se seria essa coisa uma representação da mente de Caska para Griffith (ou Femt), já que o símbolo dele era um falcão, assim como também o nome do seu bando de mercenários.

Essa estranha ave negra começa a atacar o grupo de Schierke com poderosos voos rasantes e com um letal par de garras grandes e afiadas. Não fosse a magia de Schierke usar o Golem gigante como escudo, teriam todos sido pegos logo nesse primeiro ataque aéreo. O ataque da Coisa foi tão potente que os imensos e largos braços do Golem gigante, além de não poderem ter contido e repelido o ataque, foram facilmente arrancados e lançados para longe. Mas a Coisa não se resume apenas à ataques aéreos de pura força bruta, mas as suas imensas asas emanam um miasma (pestilência) que origina imensas formas negras monstruosas.

Essas escuras e monstruosas coisas são idênticas as criaturas bizarras do Eclipse. Assim, não há dúvida de que são as representações da mente de Caska para os Apóstolos. Da mesma forma, também não há dúvida de que aquela imensa ave negra é a própria representação da mente de Caska para Femto, pois a nenhuma outra criatura estaria associado o poder de conceber os Apóstolos senão a um membro da Mão de Deus. Desse ponto em diante as coisas se tornam mais difíceis e perigosas para nossa bruxinha, pois além de lidar com um terror alado que vem do alto, ainda precisa lidar em terra com um terrível exército de aberrações. Para a sorte de Schierke, seus poderosos feitiços elementais retornam (espíritos do fogo, da água e do apodrecimento), de sorte que ela pode usá-los para enfrentar e repelir a ameaça dos “apóstolos” que vem por terra e pela frente. Mas o pior inimigo, sem dúvidas, é aquele que vem de cima.

O mais interessante de se notar nesse ponto é que Schierke, ao contemplar apavorada a horrível horda de “apóstolos”, percebe a raiz do problema de Caska. A intuição mística de Shierke é bastante confiável, além de que ela consegue sentir e captar as percepções espirituais de Caska, pois está dentro da mente dela. Nesse sentido, Miura começa a nos revelar que a fragmentação da alma de Caska está relacionada aos eventos macabros e as coisas sinistras que ela presenciou durante o ritual demoníaco do Eclipse. Tanto é assim que o nome desse capítulo é CAUSA, dando a entender que a origem do problema mental de Caska se deve ao Sacrifício. Apesar dessa forte revelação, só teremos a certeza absoluta quando o último fragmento for liberado.

Dando seguimento a sofrida missão, Schierke e Farnese se encontram em uma situação de grande desvantagem, pois estão sendo impedidas pelos “apóstolos” de continuar subindo em direção ao último fragmento, mesmo com a ajuda formidável dos Elementais, e estão sendo atacadas do alto pela ameaçadora ave negra. Ao que parece, a escura coisa alada não está interessada em impedir que Schierke e Farnese continuem avançando em direção ao último fragmento, mas parece estar apenas interessada no caixão. Isso só pode significar uma coisa: a medonha ave negra está interessada apenas em destruir os fragmentos de memória que estão restaurados dentro do caixão. Se isso acontecer, estão todo o esforço que elas tiveram para encontrar e restaurar os fragmentos terá sido em vão.

E o que temíamos acontece. Em um voo rasante bem-sucedido, a imensa ave negra captura o caixão. Nesse ponto, confirmamos a suspeita de que o objetivo da coisa alada era tão somente destruir os fragmentos juntados que estão dentro do caixão, pois voa até uma grande altura e o larga. Graças a Farnese que trouxe para seus sonhos a capa alada de Serpico, o caixão foi salvo junto com o cão-guts. Mas além do manto de sílfide, Farnese também trouxe para seus sonhos a armadura Berserk, e isso fez toda a diferença. Falando nisso, Farnese está ficando muito boa na magia.

Por uma estranha sorte, o terceiro ataque rasante da grande ave negra foi bastante oportuno, pois rompeu a corrente que ligava o cão-guts ao caixão e assim o deixou livre para usar a Berserker Armor. Isso foi muito oportuno porque não seria apropriado e confortável para o cão-guts usar a berserker armor estando preso ao caixão, além de que ainda havia o perigo do cão-guts perder o controle ao usar a berserker armor e acabar por destruir o caixão. Mas o que me deixou curioso e em dúvida nessa parte foi a forma como a berserker armor foi invocada. Se Farnese não a retirou de sua bolsa de feitiços, como foi então chamada ali? Se prestarmos atenção, perceberemos que Schierke e Farnese gritaram alto o nome “Guts” no momento que o cão-guts caiu estatelado sobre os espinhos. Talvez Farnese, inconscientemente, ligou o nome “Guts” à berserker armor, ou então, já que a berserker armor estava nos sonhos de Farnese associada a Guts e como Farnese sabia que o cão era a representação mental de Caska para Guts, então estas duas informações se conectaram significativamente de forma recíproca e equivalente.

Independente do que tenha realmente acontecido para conectar o cão-guts a armadura berserk, esse fato será de extrema ajuda e vantagem para Schierke e Farnese, pois é provável que o cão-guts volte sua atenção e fúria para aquela estranha ave negra, e isso permitirá que Schierke e Farnese sigam em direção ao último fragmento sem maiores interrupções. Penso que de início o cão-guts, munido da berserker armor, cuidará de destruir primeiro os “apóstolos” que estão cercando o caixão e só depois direcionará sua ira para o falcão negro quando ele vier novamente tentar destruir o caixão. Penso que Schierke e Farnese aproveitarão esta abertura e tratarão de pegar o caixão e levá-lo com a ajuda dos elementais o mais rápido possível até o cume daquele monte. Assim, esperamos que o cão-guts dê cobertura a Shierke e Farnese, mantendo o falcão negro ocupado e impedindo que ele crie mais “apóstolos”. Se isso acontecer, então facilitará muito as coisas para nossas duas bruxas.


Me pergunto se o cão dos sonhos de Caska terá os mesmos efeitos colaterais que Guts tem ao usar a armadura berserk. Se sim, então ele será uma lâmina de dois gumes, pois pode acabar atacando Schierke, Farnese e até o caixão. Se isso acontecer, então será um grave problema. O melhor é que, caso isso aconteça, todo seu ódio e fúria sejam direcionados para o falcão negro. Pelo que sabemos, nos primeiros minutos o hospedeiro da berserker armor fica e age consciente, então esse seria o tempo que Schierke e Farnese teriam disponíveis para agir e liberar o último fragmento, caso o pior aconteça. Independente do que possa acontecer, a berserker armor caiu muito bem no cachorro. Foi linda e incrível a maneira como a armadura foi se acoplando ao corpo do cachorro. Parece que o manto negro que acompanhava o elmo da berserker armor se converteu em um tipo de “rabo” no cachorro. O designer da armadura berserk no corpo do cão ficou belíssimo e formidável.


Penso que para o próximo capítulo teremos dois embates: de um lado uma feroz batalha entre o cão-guts e o falcão negro, e do outro um feroz combate entre os Elementais e os “apóstolos”. No meio disso tudo, Schierke e Farnese continuarão com sua missão, subindo com o caixão na direção do último fragmento. Pelo visto, parece que Danan não tomará parte nessa batalha, mas apenas continuará indicando o caminho, o que é uma pena, pois gostaria muito de vê-la em ação. Me pergunto se é possível que apareça as representações da mente de Caska para os outros quatro membros da Mão Divina: Slan, Conrad, Ubik e Void. Se isso acontecer, então as coisas ficarão mais complicadas e difíceis do que já estão.


Gostaram do review? Alguma crítica ou sugestão? Fiquem a vontade para comentar e deixar sua opinião aqui!

4 Comments

    • Saudações, mercenário Paulo!

      Agradecemos pelo comentário e pela consideração. Ficamos rejubilantes em saber que nosso trabalho aqui te agradou.

      O próximo capítulo será surpreendente e fantástico, pois veremos o cão/Guts/Berserker em ação contra aquele sinistro falcão negro. Esta é sem dúvidas a parte que todos esperam ver já para o próximo capítulo. Será um embate interessante: O cão VERSUS O Falcão.

      Um abraço do Void e volte sempre.

    • Saudações, mercenário Carlos!

      Agradecemos pelo comentário e pela estima. Muito bom saber que nosso novo trabalho está agradando bastante os fãs de Berserk. Isso nos anima a continuá-lo. Nesse sentido, não vamos parar.

      Um abraço da Slan e volte sempre!

Deixe uma resposta